terça-feira, abril 17, 2007

MÚSICA




XOTE DA PATINHA, folheto com a pauta publicado pela Fundação Cultural do Acre. Registada no Songbook de Canções Acreanas, produzido por João Veras, em gravação em CD, cantada por Dinho Gonçalves e Fatinha Guedes. Gravação no CD Canções pra Gente Grande e Gente Pequena, do Grupo Capi Limão, cantada por Miguel Mauri e creditada a Mané do Café e Dinho Gonçalves. CREPÚSCULO (em parceria com Shirley Íria, Laio e Nêga), registada no long-play Porto das Esperanças, da banda da Escola de Música Jorge Andrade, de Rondônia, cantada pelo duo Laio e Nêga. MASSA FIEL (em parceria com Elias Jr. e Major), marcha exaltação ao Independência Futebol Clube, de Rio Branco. MAMÃE EU QUERO… VOTAR PRA PRESIDENTE (adaptação da marcha carnavalesca Mamãe eu quero, em parceria com Dinho Gonçalves), cantada pela dupla Tenorino e Trimpulim no comício pelas Diretas Já, em Rio Branco. Participação em festivais de Pato Branco, Londrina e Maringá, Paraná; de temas de carnaval, de temas sobre os idosos e I FEMÍNDIO (tema sobre os índios), de Porto Velho e Festival do Amapá, FAMP (Festival Acreano de Música Popular) e concurso de samba-enredo da Escola de Samba da Cadeia Velha, Rio Branco. MOMENTO HISTÓRICO (em parceria com Dinho Gonçalves), marcha cantada pela dupla Tenorino e Trimpulim para animar o comício da campanha de Tancredo Neves à presidência, em Rio Branco. VAMOS CHACOALHAR, marcha tema do bloco de sujos do SESC, Rio Branco. ACALANTO PARA O JOÃO, inserida na peça teatral Fala Palhaço, criação colectiva do Grupo Hombu, em montagem do grupo Sacy, encenação de Betho Rocha. MARCHA DA VACINA, (em parceria com Carlos Kawahara) Incorporada à campanha governamental de vacinação. FADO AMARAL, para sonetos decassilábicos. DE DEGUN (“De ninguém”, em provençal), incluída no repertório da cantora Glória Lopo, Com Alma Caffé, Lisboa. “W” DE WAS BACH BRAZILIAN? (com Lundum Ensemble) - Projecto “Breve dicionário de ouvir” – Casa da Música – 2007 - Porto, Portugal.

Sem comentários: